Polícia

10/02/2014 | 23:20 | PC/AL

Polícia apresenta 21 pessoas presas durante operações no interior de Alagoas

Mulheres presas na Barra de São Miguel também foram apresentada

PC/AL

parte da quadrilha presa na Barra de São Miguel


A Polícia Civil participou de operação deflagrada com o grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), do Ministério Público, e a Polícia Militar que, no sábado último (8), que resultou na prisão de 14 pessoas, envolvidas em vários crimes, no municípios do Sertão alagoanos de Delmiro Gouveia e Canapi, além de Afonso-BA.

O trabalho de investigação teve a participação da delegada Ana Luiza Nogueira, diretora de Polícia Judiciária da Área 1 (DPJA 1), delegado Regional de Delmiro Gouveia, Rodrigo Cavalcante, promotor de Justiça Luiz Tenório, do Grupo Estadual de Combate as Organizações Criminosas (Gecoc), coronel Albuquerque, comandante de Polícia da Área 1 (CPA 1), tenente coronel Joaz Fontes.

Após as investigações, agentes que participaram da operação efetuaram prisão em flagrante, por formação de quadrilha, adulteração de veículos, roubo a banco e posse ilegal de arma de fogo e de produtos roubados. Os policiais cumpriram mandados de prisão temporária e de busca e apreensão, expedidos pelo juiz Orlando Rocha Filho.

Os presos foram apresentados a empresa, na tarde desta segunda-feira (10), na sede Secretaria Estadual de Defesa Social (Seds).São eles: Bruno Gomes dos Santos (18), Francisco de Jesus (28), Adeilton de Jesus (36), Denivaldo dos Santos Ferraz (54), José Luciano Rodrigues Gomes (38), Luildison de Souza Silva (21), Geovânio Nunes da Silva (41), Aloisio Lecádio Vilar, (48), Sebastião de Souza dos Anjos (20) José Matos Rodrigues Pereira (18), Ulisses Oliveira da Silva (47), Ezequiel Pereira da Silva (28) Pedro Rodrigues Pereira (21) e Edmilson Oliveira Santos, 39 anos.

Cerca de 60% dos roubos a banco e veículos, ocorridos nos municípios de Delmiro Gouveia e Canapi, são atribuídos aos componentes desta quadrilha, principalmente roubo de motos. Unicamente nesta operação foram apreendidas 12 motos roubadas.

Alguns dos presos apresentados têm passagem pela Polícia Civil e já tinham sido presos anteriormente até com explosivos. Rodrigues Gomes, conhecido como ''Neném'', é considerado o líder da quadrilha. Ele é o pai de Bruno Gomes e possui um patrimônio desproporcional a importância recebida.

Geovânio Nunes, conhecido como ''Mutirão", foi flagrado de posse de uma moto adulterada. Aloisio Lecádio, ''apelido ''Aloísio Tora'', acusado de prestar suporte a quadrilha, após a efetivação dos crimes.

Sebastião de Souza, um dos principais executores dos crimes de roubo a moto. José Matos Rodrigues também um dos executores e estava com um revolver, preso e autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Ulisses Oliveira, apelido ''Neném Jibóia'', acusado em vários crimes de roubo a bando, nos municípios alagoanos de Carneiros e Mata Grande. Também sediava a sua casa como guarita dos crimes. Ele ainda pertência a uma quadrilha que foi desarticulada pela Polícia Civil em 2012.

Edmilson Oliveira, conhecido como ''Galego da Bahia'', praticava a atividades de mecânico com atuação nos estados de Alagoas e Bahia. Ele desmontava veículos roubados e repassava as peças para o Estado vizinho.

Segundo a delegada Ana Luiza, diretora da DPJA 1, os acusados também roubavam veículos e cargas em rodovias do Sertão. Ela disse ainda que alguns deles participaram dos roubos às agências bancárias das cidades de Monteiropolis, Craíbas e São José da Tapera.

A delegada manifestou a sua gratidão aos policiais civis da DPJA 1 e demais unidades da Polícia Civil pela abnegação ao trabalho. ''A integração e o desempenho dos policiais foram fundamentais ao sucesso das investigações e esclarecimento dos crimes, durante todo o trabalho desta operação', disse.

A operação integrada faz parte de um plano de ação determinado pelo secretário de Defesa Social, Eduardo Tavares, pelo delegado-geral da PC, Carlos Reis, pelo coordenador do Gecoc, promotor Alfredo Gaspar e pelo comandante-geral da PM, coronel Marcus Pinheiro, no combate sistemático à criminalidade.

Novas prisões
Nesta segunda-feira (10), as polícias Civil e Militar também apresentaram a imprensa, na Seds, quatro mulheres e três homens que foram presos e acusados por formação de quadrilha, porte ilegal de arma, roubo e homicídio, na Barra de São Miguel.

Os presos são Priscila da Silva Souza (23), Júlia Graciela da Silva Gama (26), José Edelson de Souza (22), Cledson Alves da silva (23), Aline Balbiino da Silva (28) e Patrícia Rosendo da Silva (36). Um deles é fugitivo do sistema prisional.

A prisão foi realizada por agentes da Rádio Patrulha (RP) com o apoio da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM). Durante a operação houve troca de tiros, dois dos integrantes da quadrilha foram atingidos e um deles morreu na hora momento do tiroteio.

Quitério Marcio Vieira da Silva, 32, está internado em estado grave, no Hospital Geral do Estado (HGE). Ele que também é acusado de envolvimento na morte de um soldado da PM, crime corrido em dezembro último, em Porto de Pedras.

Publicidade
São Miguel Emplacadora

Siga-nos

Publicidade

0

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vedada a inserção de comentários que contenham palavras torpes e que violem a lei e os bons costumes. O AlagoasWeb poderá retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Deixe seu comentário