27/04/2010 | 15:12 | Alagoas 24 Horas

publicidade

Maceió e Arapiraca estão entre as dez cidades mais violentas do país

<p>Um levantamento realizado pelo pesquisador J&uacute;lio Jacobo Waiselfisz, do Instituto Sangari, intitulado Mapa da Viol&ecirc;ncia &ndash; Anatomia dos Homic&iacute;dios &ndash; aponta que em dez anos (de 1997 a 2007), os assassinatos no interior do Pa&iacute;s aumentaram 37,1%, enquanto nas grandes cidades e regi&otilde;es metropolitanas ca&iacute;ram 19,8% e 25%, respectivamente. As sete primeiras cidades com as maiores taxas de homic&iacute;dios por popula&ccedil;&atilde;o do Brasil possuem menos 70 mil habitantes.<br /> <br /> No primeiro lugar do ranking est&aacute; o munic&iacute;pio de Juruena, no Mato Grosso, com popula&ccedil;&atilde;o estimada em 6,6 mil pessoas e taxa de 139 homic&iacute;dios para cada 100 mil habitantes. Em seguida, encontra-se Nova Tebas, no Paran&aacute;, com dois mil habitantes e taxa de 132 mortes. Na lista das dez cidades mais violentas do pa&iacute;s est&atilde;o os munic&iacute;pios alagoanos de Macei&oacute; e Arapiraca, ocupando a 8&ordf; e 9&ordf; posi&ccedil;&atilde;o respectivamente.<br /> <br /> O Mapa da Viol&ecirc;ncia pontuou os homic&iacute;dios ocorridos de 2003 a 2007 nos munic&iacute;pios brasileiros. A capital alagoana registrou uma taxa geral de 97,4 homic&iacute;dios, enquanto a cidade de Arapiraca registrou 96,7 para cada 100 mil habitantes:<br /> <br /> Macei&oacute;<br /> 2003 &ndash; 520<br /> 2004 &ndash; 559<br /> 2005 &ndash; 620<br /> 2006 &ndash; 904<br /> 2007 &ndash; 917<br /> <br /> Arapiraca<br /> 2003 &ndash; 66<br /> 2004 &ndash; 84<br /> 2005 &ndash; 121<br /> 2006 &ndash; 135<br /> 2007 &ndash; 198<br /> <br /> Para o pesquisador do N&uacute;cleo de Estudos da Viol&ecirc;ncia (NEV) da Universidade de S&atilde;o Paulo (USP), Marcelo Batista, o mapa da viol&ecirc;ncia &eacute; importante para observar grandes tend&ecirc;ncias, mas n&atilde;o constatar que uma cidade &eacute; mais violenta do que a outra ou que a criminalidade migrou para o interior.<br /> <br /> Ressalvas feitas, pesquisadores concordam que &eacute; ineg&aacute;vel que cidades do interior t&ecirc;m registrado aumento da viol&ecirc;ncia nos &uacute;ltimos anos. Os motivos, segundo eles, s&atilde;o v&aacute;rios, desde a presen&ccedil;a menos efetiva da pol&iacute;cia ao crescimento desordenado, constru&ccedil;&atilde;o de pres&iacute;dios, cultura da viol&ecirc;ncia, entre outros.<br /> <br /> Esta n&atilde;o &eacute; a primeira vez que a capital alagoana figura entre as mais violentas do pa&iacute;s, em pesquisas nacionais. No ano passado Macei&oacute; apareceu ao lado da capital pernambucana liderando o ranking de homic&iacute;dios entre adolescentes, ambas com uma m&eacute;dia de 6,0 jovens mortos para cada mil habitantes.<br /> <br /> Tamb&eacute;m em 2009 o munic&iacute;pio de Macei&oacute; se destacou como a cidade mais insegura do pa&iacute;s, conforme mat&eacute;ria &lsquo;O paradoxo nordestino&rsquo;, publicada na revista Veja. A reportagem aponta que 62% foi o quanto subiu o n&uacute;mero de assassinatos em Macei&oacute; em tr&ecirc;s anos.<br /> <br /> Segundo a reportagem, Macei&oacute; foi considerada a capital mais insegura, com 104 homic&iacute;dios por grupo de 100&thinsp; mil habitantes, &iacute;ndice superior ao do Iraque. No per&iacute;odo de tr&ecirc;s anos, a capital alagoana perderia apenas para Salvador, onde o n&uacute;mero de homic&iacute;dios cresceu 79%.</p>


Leia mais sobre Polícia


Homem é preso após se passar por policial civil com ident...

RP prende duas pessoas traficando drogas em praça de even...

Polícia Civil prende homem que engravidou enteada de 12 a...

Pelopes e Força Tarefa prende homem com espingarda calibr...

Guarda Civil encontra corpo crivado de balas na zona rura...

Guarda Civil prende homem que ameaçou funcionário público...

Homem mata namorada com furadeira por causa do WhatsApp

1ª Cia Independente leva pouco mais de uma hora para apre...

Jovem de 22 anos é morto a tiros durante a madrugada em S...

Bando rouba ambulância e leva médico para fazer cirurgia ...

Publicidade