28/12/2016 | 11:30 | Assessoria

Assessoria

Projeto cultural do Museu Karandash incentiva o hábito da leitura no sertão

Agentes de Leitura emprestam livros e discutem obras e autores com moradores de três comunidades do baixo São Francisco

Numa ação conjunta com a comunidade da Ilha do Ferro, Entremontes e Ilha de São Pedro, os agentes de leitura do projeto Festa Literária Ribeirinha do Museu Coleção Karandash já começaram a visitar famílias de três povoados do rio São Francisco para promover o hábito de consumir livros. A ação é mais uma das etapas do evento, que contará, também, com doações de livros, oficinas de arte e educação e promoção de diálogos com o universo da literatura.

Durante a semana, as escritoras Cláudia Lins e Simone Cavalcante ministraram um minicurso para o treinamento de 11 agentes de leitura, com instruções sobre como abordar os moradores, sugerir livros e noções sobre autores e gêneros literários. De acordo com Cláudia, que também é jornalista, a ideia é estimular o hábito da leitura nas três comunidades. “A proposta é que cada integrante das famílias beneficiadas leia de 3 a 4 livros até o fim das ações da Festa Literária.”

De acordo com Maria Amelia Vieira, coordenadora-geral da Festa Literária, o projeto reafirma o Barco-Museu como o elo que conecta os povoados ribeirinhos através de ações que estimulam o diálogo entre artistas e moradores. “Desde 2008 a Karandash vem desenvolvendo ações que visam promover e preservar a cultura do baixo São Francisco. Já fizemos oficinas de cinema, fotografia, ilustração, escultura, dentre tantas outras. Mas é a primeira vez que nosso foco é a literatura”, diz.

Já Simone Cavalcante, autora alagoana de livros infantis, destaca que além de estimular a leitura, o projeto vai doar mais de mil livros para uma região carente de escolas e bibliotecas. “É só o primeiro passo de um grande projeto”, conta. “Com a ação dos agentes de leitura, que estão em contato direto com a comunidade, visitando as famílias e emprestando livros, vamos envolver mais de duas mil pessoas. A expectativa é fazer com que crianças, adolescentes, adultos e até pessoas da terceira idade possam se aventurar no universo literário”, diz, acrescentando que em janeiro a Ilha do Ferro vai receber uma série de oficinas de escrita criativa, contação de histórias, fotopoemas, artes plásticas e visuais.

Festa Literária Ribeirinha
Realizado pelo Museu Coleção Karandash, o projeto Festa Literária Ribeirinha – leitura no balanço das águas é uma ação que visa estimular o hábito da leitura em três comunidades ribeirinhas. Com atividades nos povoados da Ilha do Ferro e Entremontes, em Alagoas, e Ilha de São Pedro, em Sergipe, o evento promove ações sociais, culturais e de educação em povoados à beira do rio São Francisco. A Festa Literária é beneficiada pela Lei Rouanet e conta com o patrocínio do Banco do Nordeste, Hotel Ritz Lagoa da Anta e Hotéis Ponta Verde.

Mais Imagens


Leia mais sobre Cultura


Sargento da Polícia Militar de Alagoas lança livro na 8ª ...

Governo do Estado registra dois novos patrimônios vivos d...

Autora alagoana Catarina Muniz lança romance erótico na X...

'As vozes do Forró das Antigas' se reúnem em grande show ...

Artista alagoano está entre os selecionados para a premia...

Alagoana de São Miguel dos Campos é primeiro lugar em Con...

Circuito Musical do Sesc traz grupos de Coco de Roda a Al...

Biblioteca Pública e Projeto Maktub promovem intercâmbio ...

Espetáculo comemora 45 anos do Ballet Emília Vasconcelos

Cantor Fábio Júnior inaugura temporada de shows na Spazio...

Publicidade