28/12/2016 | 14:30 | Assessoria

Ilustração

Alagoas terá 34 escolas de ensino médio em tempo integral em 2017

Governador Renan Filho confirmou número com o ministro da Educação, Mendonça Filho

A partir de 2017, Alagoas contará com 34 escolas de ensino médio em tempo integral. A iniciativa de implantar um novo modelo de educação para os jovens alagoanos se deu logo no início da gestão do governador Renan Filho. Ele esteve com o ministro da Educação, Mendonça Filho, nesta quarta-feira, 28, e confirmou o número de escolas em tempo integral para o próximo ano.
 
“Vamos começar o novo ano letivo já com 34 escolas em tempo integral de ensino médio. Mendonça anunciou ainda uma antecipação de Fundeb para o Estado e municípios no valor de R$ 42 milhões para garantir cumprimento de obrigações. Vamos em frente!!!”, comentou o governador Renan Filho em suas redes sociais.
 
Nos três primeiros meses, o secretário de Estado da Educação (Seduc) e vice-governador, Luciano Barbosa, que já tinha a experiência de criar dez escolas de tempo integral no ensino fundamental quando prefeito de Arapiraca, implantou a modalidade do ensino integral com curso profissionalizante na Escola Estadual Marcos Antônio, localizado no Complexo Benedito Bentes.
 
"Escola de ensino integral para adolescente, ou seja, ensino médio, é totalmente diferente do que para crianças. Os jovens de 15 a 18 anos são protagonistas, querem ser ouvidos e a escola precisa ser atrativa e principalmente prepará-los para o mercado de trabalho", afirma o secretário Luciano Barbosa.
 
Em 2015, havia então apenas a Escola Marcos Antônio, mas deu tão certo que, em 2016, o modelo foi ampliado e outras 16 unidades, uma de cada Gerência Regional de Educação (Gere) se candidatou a adotar o ensino integral, que inclui na matriz curricular matérias eletivas, esporte, robótica.
 
Novas escolas

Em 2017, Alagoas terá  17 novas escolas, são elas: Escola Estadual Maria das Graças de Sá Teixeira (1ª Gere); Escola Professor Eduardo da Mota Trigueiros (1ª Gere);  Escola de São Miguel dos Campos (2ª Gere); Constança de Góes Monteiro (3ª Gere); Professora Edite Machado (4ª Gere); Lions Cub (5ª Gere); Escola Estadual Senador Rui Palmeira (5ª Gere); Deputado Gilvan Barros (5ª Gere); Angelo de Abreu (6ª Gere); Escola Estadual de Murici (7ª  Gere); Padre Teófanes Augusto de Araújo Barros (7ª Gere); Braulio Cavalcante (8ª Gere); Nossa Senhora da Apresentação (10ª Gere); Monsenhor Sebastião Alvez Bezerra (11ª Gere); Oliveira e Silva (12ª Gere); Maria Ivone Santos de Oliveira (13ª Gere) e Escola Estadual Rosalvo Ribeiro (13ª Gere).
 
Todas as unidades com tempo integral de Alagoas são bancadas com recurso próprio e o programa já estava estabelecido mesmo antes do Ministério da Educação lançar a reforma do Ensino Médio com a proposta de financiar as escolas de tempo integral.
 
Alagoas se inscreveu no programa e conseguiu apoio para 19, das 34 escolas.


Leia mais sobre Educação


Provas do Encceja serão aplicadas em novembro

Prefeitura de São Miguel dos Campos capacita Educação par...

Desfile de 16 de setembro contará com mais de três mil es...

MEC divulga dados parciais do Censo Escolar da Educação B...

MEC libera R$ 20,1 milhões para universidades e instituto...

Termina hoje prazo para inscrição no ProUni para estudant...

Medalhistas da Obmep 2016 são premiados no Palácio Repúbl...

Governo vai pagar salário mínimo para aluno de escola púb...

Operação da PF mira servidores da Educação em Campo Alegr...

Escolas Ana Lins de São Miguel dos Campos e Aprígio Vilel...

Publicidade