Macabro


05/01/2017 | 06:40 | Agências

Homem é suspeito de queimar casa e matar 3 filhos, enteada e bebê

Crime ocorreu em Feira de Santana (Bahia) na madrugada desta quarta-feira; polícia desconhece motivação e procura suspeito, que está foragido

Reprodução/TV Globo

Fachada da casa onde viviam as pessoas mortas carbonizadas em incêndio criminoso em Feira de Santana


Um homem identificado como Gilson de Jesus Moura, de 49 anos, é suspeito de atear fogo na casa onde morava com a família e matar cinco pessoas. O incêndio aconteceu no final da madrugada dessa quarta-feira, no Condomínio Alto do Rosário, bairro da Mangabeira, município de Feira de Santana (BA), distante cerca de 100 quilômetros da capital, Salvador.

A polícia suspeita que Moura tenha provocado o incêndio e fugido em seguida. Três das vítimas eram filhos do suspeito, uma era enteada e a outra, filha da enteada. As vítimas morreram carbonizadas.

Elas foram identificadas como sendo Thaís de Jesus Moura, de 13 anos, Carlos Alexsandro de Jesus Moura, 9, Xayane Vitória de Jesus Moura, 8, Emily de Jesus Moura, 16, que estaria grávida, e o filho dela, Enzo (a idade não foi divulgada).

A mulher do suspeito, Ana Cristina de Jesus, 37, e uma outra filha dos dois, Aila de Jesus Moura, conseguiram se salvar graças à ação imediata de vizinhos, que, ao perceberem as chamas, arrombaram a porta do imóvel. Elas foram encaminhadas ao Hospital Clériston Andrade, a maior unidade médica de Feira de Santana, com queimaduras graves pelo corpo.

Somente no início da manhã o fogo foi completamente debelado. A polícia ainda não sabe o que motivou o crime nem conhece o paradeiro de Moura.

Publicidade
Câmara de Vereadores

0

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vedada a inserção de comentários que contenham palavras torpes e que violem a lei e os bons costumes. O AlagoasWeb poderá retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Deixe seu comentário