05/01/2017 | 10:15 | Agências

Reprodução

Estado Islâmico cometeu mais de mil atentados suicidas em 2016

Maioria dos ataques na Síria e no Iraque ocorreu com veículos carregados de explosivos

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) foi autor de 1.112 ataquess suicidas em 2016 apenas na Síria e no Iraque, informou na quarta-feira (4) a agência de notícias do grupo, 'Amaq'.

O EI afirma que a maioria dos atentados foi realizada com veículos-bomba. O grupo afirma que 815 militantes jihadistas utilizaram o método para atacar inimigos em ambos os países, onde o EI autoproclamou um califado em 2014.

De acordo com a agência EFE, a veracidade das informações não foi confirmada.

Dos 1.112 ataques suicidas, a agência afirma que 761 foram feitos no Iraque contra as Forças de Segurança iraquianas e da região autônoma do Curdistão iraquiano. Desses ataques, 311 se concentraram em Ninawa, cuja capital é Mossul.

Na Síria, a província de Aleppo foi a mais atacada pelos jihadistas, com 150 atentados ao longo do ano, seguida por Al Hasakah, Derzor e Al Raqqa. Na capital, Damasco, os jihadistas cometeram 18 ataques.

Os meses de outubro, novembro e dezembro concentraram a maioria dos atentados. O período coincide com o início da ofensiva para expulsar os EI da região de Mossul, no Iraque. As operações na região começaram em 17 de outubro.


Leia mais sobre Mundo


Muçulmano mata bispo e desenha cruz com sangue na testa

Passa de 230 número de mortos em atentado na capital da S...

Homem preso desde os 15 anos é executado por injeção letal

Presos se aproveitam de encontro com papa Francisco para ...

Mãe é presa por se recusar a vacinar o filho

Passa de 58 número de mortos e mais de 500 feridos em tir...

Sobe para 50 número de mortos em ataque em Las Vegas; mas...

Homens invadem centro de reabilitação e matam 14 no México

Militares brasileiros começam a retornar do Haiti

Terremoto deixa mais de 45 mortos no México

Publicidade