Polícia


11/01/2017 | 14:50 | Alagoas 24 Horas

Acusado de matar empresário e ameaçar delegado alagoano é executado com 11 tiros


Alagoas24horas/Arquivo

Valdemiro, conhecido como Robertinho, foi morto com 11 tiros


Acusado de matar o proprietário de um tradicional restaurante da cidade e envolvido em ameaças ao então diretor-geral da Polícia Civil de Alagoas, Marcílio Barenco, foi assassinado na noite desta terça, 10, Waldemiro Rego Breda, de 33 anos, conhecido como Robertinho. O homicídio ocorreu no bairro do Pinheiro.

Robertinho morreu após ser atingido por 11 tiros efetuados por elementos que chegaram ao local do crime em uma motocicleta. Não há  - até o momento – informações que levem à identificação dos acusados.

Prisão
Waldemiro foi preso em maio de 2013 e apresentado pela Polícia Civil de Alagoas como autor intelectual do assassinato do proprietário do Restaurante do Zezé, em Riacho Doce.  Robertinho era ‘amigo’ da vítima e negou a participação no crime, há época, embora um dos executores tenha confirmado a trama.

Em 2008, Breda havia sido investigado por participação em suposto plano para assassinar Marcílio Barenco, o que foi posteriormente descartado.

O corpo de Waldemiro do Rego Breda foi periciado e encaminhado ao IML de Maceió. A investigação caberá à Delegacia de Homicídios.

Publicidade
iAlagoas

0

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vedada a inserção de comentários que contenham palavras torpes e que violem a lei e os bons costumes. O AlagoasWeb poderá retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Deixe seu comentário