11/01/2017 | 14:50 | Alagoas 24 Horas

Alagoas24horas/Arquivo

Acusado de matar empresário e ameaçar delegado alagoano é executado com 11 tiros


Acusado de matar o proprietário de um tradicional restaurante da cidade e envolvido em ameaças ao então diretor-geral da Polícia Civil de Alagoas, Marcílio Barenco, foi assassinado na noite desta terça, 10, Waldemiro Rego Breda, de 33 anos, conhecido como Robertinho. O homicídio ocorreu no bairro do Pinheiro.

Robertinho morreu após ser atingido por 11 tiros efetuados por elementos que chegaram ao local do crime em uma motocicleta. Não há  - até o momento – informações que levem à identificação dos acusados.

Prisão
Waldemiro foi preso em maio de 2013 e apresentado pela Polícia Civil de Alagoas como autor intelectual do assassinato do proprietário do Restaurante do Zezé, em Riacho Doce.  Robertinho era ‘amigo’ da vítima e negou a participação no crime, há época, embora um dos executores tenha confirmado a trama.

Em 2008, Breda havia sido investigado por participação em suposto plano para assassinar Marcílio Barenco, o que foi posteriormente descartado.

O corpo de Waldemiro do Rego Breda foi periciado e encaminhado ao IML de Maceió. A investigação caberá à Delegacia de Homicídios.


Leia mais sobre Polícia


Guarda Civil prende homem que ameaçou funcionário público...

Homem mata namorada com furadeira por causa do WhatsApp

1ª Cia Independente leva pouco mais de uma hora para apre...

Jovem de 22 anos é morto a tiros durante a madrugada em S...

Bando rouba ambulância e leva médico para fazer cirurgia ...

Dupla é presa com maconha no Centro de São Miguel dos Campos

Atentado a bala deixa duas pessoas feridas em São Miguel ...

Envolvido na morte de militar durante assalto em Teotônio...

1ª Cia Independente recupera motocicleta roubada na parte...

Morador de rua é agredido a golpes de facão por mulher em...

Publicidade