21/02/2017 | 21:05 | Assessoria

Reprodução

Alagoas recebe R$16,5 milhões do Fundeb nesta quarta-feira


A parcela da complementação da União ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) relativa a fevereiro estará disponível a partir desta quarta-feira, 22, nas contas correntes de estados e municípios beneficiários. Do total de R$ 918,97 milhões repassado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, R$ 91,89 milhões referem-se à complementação para o pagamento do piso do magistério. Pelas complementações da União e ao piso, estado e municípios de Alagoas receberão R$16.558.819,08.

Conforme a lei que instituiu o Fundeb, a União repassa a complementação aos estados e respectivos municípios que não alcançam com a própria arrecadação o valor mínimo nacional por aluno estabelecido a cada ano. Em 2017, esse valor é de R$ 2.875,03. Os estados que recebem a complementação são Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí.

Piso – Até 2015, os repasses da complementação da União para o piso do magistério eram feitos no ano posterior ao de competência. Ou seja, a transferência referente a 2015 foi feita apenas em 2016. No fim do ano passado, porém, o MEC mudou essa regra e antecipou o repasse referente a 2016, além de definir que, a partir deste ano, as transferências referentes ao piso dos professores serão feitas mensalmente.

Principal fonte de financiamento da educação básica pública, o Fundeb é formado por percentuais de diversos impostos e transferências constitucionais, a exemplo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Pelo menos 60% dos recursos do Fundeb devem ser usados na remuneração de profissionais do magistério em efetivo exercício, como professores, diretores e orientadores educacionais. O restante serve para despesas de manutenção e desenvolvimento do ensino, compreendendo, entre outras ações, o pagamento de outros profissionais ligados à educação, bem como a aquisição de equipamentos e a construção de escolas.


Leia mais sobre Educação


Provas do Encceja serão aplicadas em novembro

Prefeitura de São Miguel dos Campos capacita Educação par...

Desfile de 16 de setembro contará com mais de três mil es...

MEC divulga dados parciais do Censo Escolar da Educação B...

MEC libera R$ 20,1 milhões para universidades e instituto...

Termina hoje prazo para inscrição no ProUni para estudant...

Medalhistas da Obmep 2016 são premiados no Palácio Repúbl...

Governo vai pagar salário mínimo para aluno de escola púb...

Operação da PF mira servidores da Educação em Campo Alegr...

Escolas Ana Lins de São Miguel dos Campos e Aprígio Vilel...

Publicidade