Religião


01/03/2017 | 12:35 | Noticias ao Minuto

Mulher é queimada viva por suposto pastor da Assembleia de Deus

De acordo com os familiares da vítima, Vilma Trujillo García, de 25 anos, foi jogada em uma fogueira sob a acusação de estar 'possuída'

Reprodução


Uma mulher vítima de um ataque religioso morreu, nesta terça-feira (28), em um hospital em Nicarágua após não suportar as queimaduras em todo o corpo.

De acordo com os familiares da vítima, Vilma Trujillo García, de 25 anos, foi jogada em uma fogueira sob a acusação de estar "possuída".

A jovem, de acordo com a mídia local, teria sido submetida a um ritual por Juan Gregorio Rocha Romero, que se fazia passar por pastor da Igreja da Assembleia de Deus.

No entanto, o presidente da Assembleia de Deus, Rafael Arista, negou ao Canal 15 de Manágua que Romero fosse membro de sua congregação e rejeitou qualquer vínculo com o crime.

Segundo informações da EFE, a Polícia Nacional prendeu Romero e mais quatro supostos cúmplices.

O crime aconteceu na comunidade rural de El Cortezal, no município de Rosita, na Região Autônoma Caribe Norte (RACN), no nordeste da Nicarágua.

Publicidade
Douglas Gás

0

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vedada a inserção de comentários que contenham palavras torpes e que violem a lei e os bons costumes. O AlagoasWeb poderá retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Deixe seu comentário