Mundo


08/03/2017 | 10:40 | Noticias ao Minuto

Pastor convoca fiéis a matar homossexuais: 'Não são obra de Deus'

Ministério Público do Peru abriu nesta segunda-feira (6) um inquérito sobre crime de incitação ao homicídio

Facebook/Reprodução


Um pastor evangélico, líder do Movimento Missionário Mundial no Peru, convocou fiéis para exterminar homossexuais alegando que eles “não são obra de Deus”. O Ministério Público do país abriu nesta segunda-feira (6) um inquérito sobre crime de incitação ao homicídio.

De acordo com o site Pragmatismo Político, um vídeo gravado na semana passada mostra o pastor Rodolfo González Cruz convocando seus fiéis a participarem de uma marcha contra uma medida socio-educativa do governo do ensino da “igualdade de gênero”.

“Os homossexuais devem morrer assim como os corruptos e os ateus, porque não são obra de Deus. Se encontrarem duas mulheres fazendo sexo, matem as duas, se encontrarem uma mulher fazendo sexo com um animal, matem ela e matem o animal (…) em nome de Jesus”, afirmou o pastor.

O Movimento Missionário Mundial assegurou nas redes sociais que “as frases que são escutadas na gravação de parte de minha pregação são no contexto dos mandamentos do Antigo Testamento, onde Deus mencionava as penas por imoralidade sexual (…). As boas novas para todo ser humano é que já não vivemos sob as leis do Antigo Testamento”.

O pastor declarou ainda que se “reafirma no respeito absoluto à vida de todo ser humano”.

Publicidade
Studio I Publicidade

0

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vedada a inserção de comentários que contenham palavras torpes e que violem a lei e os bons costumes. O AlagoasWeb poderá retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Deixe seu comentário