15/03/2017 | 10:57 | Assessoria

Ilustração do Google

Conheça as causas da infecção urinária e previna-se

Aparentemente simples, a doença pode levar a casos mais severos e comprometer os rins em estágio avançado. Especialista alerta para alguns sintomas da doença

Infecção urinária é a infecção bacteriana mais comum no ser humano. Essa doença, que surge tão facilmente entre os indivíduos, não causa tanta preocupação quanto deveria. A infecção urinária é um quadro infeccioso que pode ocorrer em qualquer parte do sistema urinário, como rins, bexiga, uretra e ureteres. É muito comum principalmente entre as mulheres de 20 a 40 anos e grávidas. Já os homens sofrem com a doença na infância e depois dos 55 anos.

A infecção urinária tem alguns sintomas bastante conhecidos como dor forte ao urinar; necessidade de urinar com frequência; urina escura ou com presença de sangue, dor pélvica, entre outros. Mas, segundo o nefrologista da Fundação Pró-Rim, Dr. Arthur Ricardo Wendhausen, existem outras situações especiais que surgem e devem ser levadas em conta:
1.Obesidade
2.Segurar o xixi
3.Intestino preso
4.Cálculos renais
“Em todas as situações acima são consideradas condições propícias de proliferação bacteriana, o que propicia o quadro de infecção. Já em pacientes com cálculos renais, eles devem ser tratados com urgência para não ocorrer processo infeccioso”, explica o especialista.

Segundo Wendhausen, o aspecto da urina pode também trazer informações valiosas. “A urina turva e/ou avermelhada -pela presença de sangue -, causada por cálculo ou pelo próprio processo inflamatório é um alerta importante.

O médico alerta também que as mulheres são mais suscetíveis a infecção urinária. “Isso se dá pelas condições anatômicas da mulher. A uretra é mais curta e tem maior proximidade com vagina e com ânus”, explica.

Outros fatores que aumentam o risco nas mulheres são episódios prévios de cistite, o ato sexual, o uso de géis espermicidas, gestação, diabetes e a falta de higiene.
 
Para evitar a doença, o médico indica algumas medidas:
- Ingerir bastante líquidos;
- Urinar em intervalos de 2 a 3 horas
- Urinar sempre antes de deitar
- Evitar o uso de diafragma ou preservativos associados a espermicida
- Evitar banhos de espuma ou aditivos químicos na água do banho (para não modificar a flora vaginal)
- Tratar a constipação intestinal;
- Tratar casos de incontinência ou urgência miccional

“Tratar a infecção urinária de forma correta é de extrema importância. Com ações simples do dia a dia, geralmente é possível prevenir as infecções urinárias. Mas, no caso de qualquer sintoma, procure imediatamente um médico de sua confiança, para que possa indicar o tratamento correto”, conclui o médico.


Leia mais sobre Saúde


Tempo seco aumenta riscos de bronquiolite

Prefeitura de São Miguel dos Campos divulga programação d...

Pedras nos rins: especialista explica o que são e como tr...

Homem morre com suspeita de gripe H1N1 em Boca da Mata

A saúde do corpo começa pela boca

CRF/AL ingressa com pedido de suspensão de curso a distân...

Seu filho tem problemas respiratórios?

Como lidar com a incontinência urinária?

Olhar o celular antes de dormir faz mal à saúde, diz médico

100 vezes mais potente que cigarro, narguilé vira moda en...

Publicidade