Automóvel


29/03/2017 | 07:40 | Revista Auto Esporte

Volkswagen confirma: 'O Gol não morre'


Reprodução


"O Gol não morre". A afirmação foi dada hoje (28) por Gustavo Luis Schmidt, em Wolfsburg, Alemanha. Em sua terceira passagem pela Volkswagen, agora como vice presidente de vendas & marketing, o executivo garante que o veterano da marca continuará à venda no país com uma reestilização e conviverá com a nova versão mais moderna do novo Polo.

Schmidt recomeçou na empresa no último dia 6, passou também a integrar o Comitê Executivo da Volkswagen e está na sede mundial do grupo para um encontro com 150 representantes de concessionárias da rede VW no Brasil. O encontro, batizado de Brand Day, está sendo encarado dentro da empresa como o marco de uma transição: "Antes mesmo desta viagem, me reuni com seis diferentes grupos de concessionários de todo o Brasil", conta Schmidt que, entre seus desafios, tem a missão de retomar a motivação e dar perspectivas aos empresários da rede diante da perda de participação no mercado brasileiro.

Gol revitalizado
Revitalizar o Gol como modelo de entrada da marca faz parte da estratégia, que entre outros desafios embute questões como os valores mais altos de seguro que o mercado têm cobrado pelo carro. O hatch deverá continuar sendo produzido sobre a atual plataforma PQ25, o que significa que qualquer mudança de projeto será uma reestilização. Já projetos realmente novos, como a nova geração do Polo e o sedã Virtus serão montados sobre a plataforma mais moderna da família MQB, que, entre outros modelos, inclui o Golf.

Menos versões
Schmidt afirmou ainda que a VW deve passar por um enxugamento de versões no mercado brasileiro: "Só o Fox tem 11 versões". Eliminar parte delas, assim como restringir a instalação indiscriminada de motores 1.0, 1.6 e turbo para vários modelos, pode segundo ele racionalizar a oferta da linha.

Já a versão Pepper, de apelo mais esportivo, deixará de ser exclusiva do Fox e estará presente como opção em outros modelos da linha, como o próprio Gol e o compacto up!

Mais SUV
O executivo lembrou ainda a necessidade de reforçar a presença da marca na oferta de utilitários esportivos: "Hoje eles representam cerca de 15% do mercado brasileiro, a perspectiva é de chegar a 20%". Ainda sob sigilo, os planos para o futuro próximo da VW nesse segmento devem ser apresentados nesta quarta-feira (29). Mas Schmidt confirmou que, no primeiro trimestre de 2018, a VW passa a oferecer o Novo Tiguan, recém lançado no mercado europeu. E o SUV mais vendido da marca passa a contar com opção para sete lugares.

Publicidade
Douglas Gás

0

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vedada a inserção de comentários que contenham palavras torpes e que violem a lei e os bons costumes. O AlagoasWeb poderá retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Deixe seu comentário