29/03/2017 | 07:40 | Revista Auto Esporte

Reprodução

Volkswagen confirma: 'O Gol não morre'


"O Gol não morre". A afirmação foi dada hoje (28) por Gustavo Luis Schmidt, em Wolfsburg, Alemanha. Em sua terceira passagem pela Volkswagen, agora como vice presidente de vendas & marketing, o executivo garante que o veterano da marca continuará à venda no país com uma reestilização e conviverá com a nova versão mais moderna do novo Polo.

Schmidt recomeçou na empresa no último dia 6, passou também a integrar o Comitê Executivo da Volkswagen e está na sede mundial do grupo para um encontro com 150 representantes de concessionárias da rede VW no Brasil. O encontro, batizado de Brand Day, está sendo encarado dentro da empresa como o marco de uma transição: "Antes mesmo desta viagem, me reuni com seis diferentes grupos de concessionários de todo o Brasil", conta Schmidt que, entre seus desafios, tem a missão de retomar a motivação e dar perspectivas aos empresários da rede diante da perda de participação no mercado brasileiro.

Gol revitalizado
Revitalizar o Gol como modelo de entrada da marca faz parte da estratégia, que entre outros desafios embute questões como os valores mais altos de seguro que o mercado têm cobrado pelo carro. O hatch deverá continuar sendo produzido sobre a atual plataforma PQ25, o que significa que qualquer mudança de projeto será uma reestilização. Já projetos realmente novos, como a nova geração do Polo e o sedã Virtus serão montados sobre a plataforma mais moderna da família MQB, que, entre outros modelos, inclui o Golf.

Menos versões
Schmidt afirmou ainda que a VW deve passar por um enxugamento de versões no mercado brasileiro: "Só o Fox tem 11 versões". Eliminar parte delas, assim como restringir a instalação indiscriminada de motores 1.0, 1.6 e turbo para vários modelos, pode segundo ele racionalizar a oferta da linha.

Já a versão Pepper, de apelo mais esportivo, deixará de ser exclusiva do Fox e estará presente como opção em outros modelos da linha, como o próprio Gol e o compacto up!

Mais SUV
O executivo lembrou ainda a necessidade de reforçar a presença da marca na oferta de utilitários esportivos: "Hoje eles representam cerca de 15% do mercado brasileiro, a perspectiva é de chegar a 20%". Ainda sob sigilo, os planos para o futuro próximo da VW nesse segmento devem ser apresentados nesta quarta-feira (29). Mas Schmidt confirmou que, no primeiro trimestre de 2018, a VW passa a oferecer o Novo Tiguan, recém lançado no mercado europeu. E o SUV mais vendido da marca passa a contar com opção para sete lugares.


Leia mais sobre Automóvel


Carros mais vendidos de Alagoas no primeiro semestre de 2017

Mudanças na resolução do Contran podem deixar Carteira de...

Câmbio automatizado, o que é, como funciona e quais os pr...

Carro riscado? Veja dicas para melhorar a pintura automotiva

Ford lança primeira picape criada para perseguição policial

Volkswagen confirma: Golf brasileiro será atualizado este...

Os carros que mais(e menos) desvalorizaram

Tabela Fipe: Entenda o que é, como e onde usar

Jeep lança edição limita do Wrangler com pintura roxa

Fiat Uno 2018 chega às lojas com mudanças nos nomes das v...

Publicidade