Polícia


21/04/2017 | 07:20 | AlagoasWeb | Por JC Nicácio

Guarda Civil prende homem acusado de matar vigilante a facadas após confusão em bar

Um segundo vigilante foi socorrido gravemente ferido

AlagoasWeb

Acusado foi preso em flagrante


Um homem identificado como Diego da Silva Omena, de 26 anos, foi preso na madrugada desta sexta-feira (21), após matar um vigilante de rua na cidade Teotônio Vilela, interior de Alagoas.

O acusado, segundo informações da Guarda Civil Municipal, foi expulso de um bar por seguranças, depois de não querer pagar a conta.

O homem deixou o local e, ainda segundo as informações, a algumas quadras dali, se deparou com dois vigilantes de rua. Embriagado, Diego da Silva investiu contra os trabalhadores e esfaqueou os dois.

Uma das vítimas, identificada apenas como ‘Damião’, morreu enquanto era socorrida. O segundo trabalhador foi encaminhado ao hospital da cidade, mas em consequência da gravidade dos ferimentos, foi transferido para a Unidade de Emergência do Agreste (UEA), em Arapiraca.

Com a descrição do suspeito, a Guarda Civil Municipal iniciou buscas e localizou o criminoso, que foi preso em flagrante ainda com marcas de sague das vitimas.

Ainda segundo informações da GM, essa não é a primeira vez que Diego Silva promove confusões em bares da cidade. O homem já é conhecido por outros casos, envolvido em confusões sempre pelo mesmo motivo, não pagar a conta.

O acusado foi encaminhado a 6ª Delegacia Regional de São Miguel dos Campos, onde será autuado pelo crime de homicídio qualificado e tentativa.

Publicidade
Douglas Gás

1

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vedada a inserção de comentários que contenham palavras torpes e que violem a lei e os bons costumes. O AlagoasWeb poderá retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ruan Pablo Ayala | 21/04/2017 | 11:08
    Somente esta semana foram 6 mortes em Teotônio, destes, 2 ontem numa operação das forças de segurança do Estado. Nota-se ainda que em todos os casos, cogita-se questões com envolvimento com uso ou tráfico de drogas. Precisa de ações educativas, necessita tratar o assunto com políticas de segurança.
Deixe seu comentário