17/05/2017 | 20:15 | Noticias ao Minuto

Reuters

Delator grava Temer autorizando compra do silêncio de Cunha

Donos da JBS prestaram depoimento no âmbito da Operação Lava Jato

Joesley Batista e o seu irmão Wesley, donos da JBS, prestaram depoimento na última quarta-feira (10) para o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com apuração do jornal O Globo, eles relataram que têm uma gravação na qual o presidente Michel Temer aparece autorizando que se compre o silêncio de Eduardo Cunha.

Além dos dois, estavam presentes mais cinco pessoas, todas da empresa e que participaram da delação.

O diálogo aconteceu entre Temer e Joesley. Nele, o peemedebista indica o deputado e colega de partido Rodrigo Rocha Loures como o encarregado de resolver um assunto J&F, holding que controla a JBS. Depois, o deputado recebe R$ 500 mil, que foram enviados por Joesley.

Em um dos trechos da conversa gravada, o empresário diz que está pagando um valor mensal para Cunha e, também, ao operador Lúcio Funaro. O motivo da mesada é que ambos fiquem calados. Ao ter essa informação, Temer responde: "Tem que manter isso, viu?".

Na mesma delação, o empresário revela que Aécio Neves pediu R$ 2 milhões, que foram pagos em quatro remessas.


Leia mais sobre Política


Polícia Federal afirma que Aécio e Gilmar Mendes se falar...

Pedoca Jatobá participa de reunião com prefeitos e deputa...

Deputado propõe lei com pena de 30 anos de cadeia para qu...

Deputado Carimbão propõe que mãe do ministro da Cultura d...

Lula se compara ao demônio e pede 'respeito'

Lula: 'Sei que tô lascado, todo dia tem um processo'

Câmara realiza audiência pública sobre LDO e PPA na terça...

ONU inaugura primeiro escritório do Nordeste em Alagoas

'Lula participará da eleição preso ou solto', diz Dilma

Empresário diz que assinou recibos de imóvel ocupado por ...

Publicidade