17/06/2017 | 08:44 | TJ/AL

Ilustração

Júri condena a mais de 22 anos de prisão homem que espancou outro até a morte

José Tiago Ferreira e outros dois comparsas lincharam Rossevelt Fernando Alves da Silva

Áudio

O Conselho de Sentença do 1º Tribunal do Júri de Maceió condenou o réu José Tiago Ferreira Costa a 22 anos, dez meses e seis dias de prisão, em regime fechado. Ele foi julgado pelo homicídio doloso [quando há intenção de matar] de  Rossevelt Fernando Alves Silva.
 
A pena foi aplicada pela juíza Lorena Carla Santos Vasconcelos Sotto-Mayor, titular da 7ª Vara Criminal da Capital, que conduziu o julgamento.
 
Consta nos autos que no dia 18 de fevereiro de 2015, José Tiago e mais dois comparsas espancaram, a pauladas e pontapés, Rossevelt Fernando Alves Silva, de 22 anos, no bairro do Tabuleiro dos Martins. Testemunhas flagraram a agressão e denunciaram a um policial militar, que se dirigiu ao local imediatamente.
 
O policial viu dois dos agressores fugindo, restando apenas José Tiago, que a princípio, negou participação no crime, afirmando que foi lá após ouvir comentários sobre uma pessoa ter sido assassinada no local. 
 
A vítima foi encaminha ao Hospital Geral do Estado, no Trapiche da Barra, onde não resistiu aos ferimentos e veio falecer. José Tiago foi levado a central de flagrantes onde teve a prisão preventiva decretada. Ao depor na Central, ele confessou participação no crime.
 
Diante dos fatos a juíza Lorena Carla Sotto Mayor concluiu que a conduta criminosa do réu, agravaram o delito cometido por ele. “O réu, após participar de intensa agressão a vítima, deixando-a prostrada ao solo, voltou juntamente com outras pessoas para se certificar de sua morte e, encontrando-a ainda gemendo, participou da retomada das agressões”, disse.
 
Preso desde a época do crime, Tiago ainda deve cumprir 20 anos, seis meses e 28 dias de prisão, conforme sua sentença.


Leia mais sobre Justiça


Justiça nega liberdade a homem acusado de esfaquear espos...

Moro dá 48 horas para que Lula apresente recibos originai...

Júri absolve Mirella Granconato pela morte da universitár...

Justiça Itinerante celebra casamento de 350 casais em Maceió

Teotônio Vilela deve encerrar 'lixão' em até 30 dias

Grupo atira tomates em protesto contra Gilmar Mendes em S...

Justiça revoga prisão do prefeito de Maribondo

TJ retoma amanhã julgamento sobre prisão de prefeito de M...

MPT constata condições precárias em empresa onde trabalha...

INSS é obrigado pela justiça a pagar salário maternidade ...

Publicidade