18/06/2017 | 09:50 | Veja

Rafael Marchante/Reuters

Incêndio em floresta mata 62 pessoas em Portugal

Parte das vítimas morreu carbonizada dentro dos seus carros em estradas da região de Leiria

Um incêndio florestal de grandes proporções causou a morte de pelo menos 62 pessoas e deixou mais de 50 feridos na região central de Portugal. A vila mais atingida foi Pedrógão Grande, distrito de Leiria. Parte das vítimas morreu carbonizada dentro de seus carros em estradas que foram tomadas pelo fogo. O número de mortes foi atualizado na manhã deste domingo pelo secretário de Estado de Administração Interna do governo português, João Gomes, segundo o jornal português Público.
 
Informações preliminares indicam que o incêndio teria começado por causa de um raio. As chamas, então, se espalharam “por ventos descontrolados”, transformando-se num “evento impossível de controlar”, segundo o secretário. Neste fim de semana, o país está sob uma forte onda de calor, com temperaturas acima de 40 graus em diversas região. O primeiro-ministro português, Antonio Costa, classificou o incidente como “pior tragédia que vimos nos últimos anos em incêndios florestais “.
 
Mais de 1.600 homens, 495 veículos, e 15 aeronaves foram mobilizados para conter o fogo. As equipes, no entanto, têm dificuldades de se aproximar da região porque o fogo é intenso. O incêndio teria começado por volta das 15 horas deste sábado (11 horas em Brasília). Centenas de pessoas tiveram que abandonar as suas casas. O governo português decretou três dias de luto pelo desastre.
 
Como a maioria dos países da Europa meridional, Portugal é propenso a eventos desse tipo nos meses secos do verão. “É uma região que já teve incêndios pelas suas florestas, mas não lembramos de uma tragédia dessas proporções”, disse o prefeito de Pedrogão Grande, Valdemar Alves. “Estou completamente assombrado pelo número de mortes”.


Leia mais sobre Mundo


Muçulmano mata bispo e desenha cruz com sangue na testa

Passa de 230 número de mortos em atentado na capital da S...

Homem preso desde os 15 anos é executado por injeção letal

Presos se aproveitam de encontro com papa Francisco para ...

Mãe é presa por se recusar a vacinar o filho

Passa de 58 número de mortos e mais de 500 feridos em tir...

Sobe para 50 número de mortos em ataque em Las Vegas; mas...

Homens invadem centro de reabilitação e matam 14 no México

Militares brasileiros começam a retornar do Haiti

Terremoto deixa mais de 45 mortos no México

Publicidade