26/09/2017 | 18:10 | Gazeta do Povo

Reprodução

Lula apresenta recibos de aluguel com datas que não existem


Dois dos recibos apresentados pela defesa do ex-presidente Lula, referentes ao pagamento de aluguel do apartamento vizinho ao dele em São Bernardo do Campo (SP), têm datas que não existem: 31 de novembro e 31 de junho. Os documentos foram entregues nesta segunda-feira (25) à Justiça, a fim de comprovar que o aluguel do imóvel, segundo a defesa, foi “uma relação privada de locação”.

Entre os 26 recibos apresentados pela defesa de Lula, dois informam as datas de 31 de junho de 2014 e 31 de novembro de 2015 como término do período de locação do apartamento. A data de assinatura do recibo, porém, está correta.

Segundo a defesa, foi um “erro material” que não tem relevância no conjunto probatório.

O imóvel é um dos pontos da acusação na ação que o ex-presidente responde sob suspeita de receber propina da Odebrecht por meio da compra de um terreno onde seria construída a sede do Instituto Lula. O caso deve ser sentenciado pelo juiz Sergio Moro nos próximos meses.

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, o aluguel do apartamento, que pertence ao empresário Glaucos da Costamarques (primo do pecuarista José Carlos Bumlai), foi pago com propina da Odebrecht, obtida por meio de contratos da Petrobras.


Leia mais sobre Política


Lula diz que Dilma 'traiu seu eleitorado' quando anunciou...

Polícia Federal afirma que Aécio e Gilmar Mendes se falar...

Pedoca Jatobá participa de reunião com prefeitos e deputa...

Deputado propõe lei com pena de 30 anos de cadeia para qu...

Deputado Carimbão propõe que mãe do ministro da Cultura d...

Lula se compara ao demônio e pede 'respeito'

Lula: 'Sei que tô lascado, todo dia tem um processo'

Câmara realiza audiência pública sobre LDO e PPA na terça...

ONU inaugura primeiro escritório do Nordeste em Alagoas

'Lula participará da eleição preso ou solto', diz Dilma

Publicidade