Polícia

30/01/2011 | 22:02 | Gazetaweb

Alagoas registra 19 assassinatos no final de semana



Dois crimes aconteceram na enfermaria da penitenciária Baldmero Cavalcante neste domingo

O final de semana foi violento em Alagoas. Desde o final da tarde da última sexta-feira, até às 21h deste domingo (30), 19 assassinatos foram registrados na capital e no interior. A maior parte das vítimas foi atingida por armas de fogo, mas também foi registro de crimes por arma branca. Dentre os homicídios mais violentos, dois foram registrados na enfermaria da penitenciária Baldomero Cavalcanti. O Ministério Público Estadual considerou as mortes ocorridas no presídio como ‘grotescas’.

Na noite deste domingo, o pintor Carlos Alberto, de idade não revelada, foi assassinado por dois homens, que utilizaram uma motocicleta para cometer o crime, ocorrido por volta das 19h na Praça de Eventos da cidade de São Miguel dos Campos. Testemunhas contaram à polícia que a vítima chegou ao local correndo na tentativa de se defender dos homicidas e apelando para ‘não morrer’. Todavia, ele não conseguiu se esconder, foi atingido por vários disparos de arma de fogo e morreu antes mesmo de receber os primeiros socorros. Não há pistas dos acusados e ainda não se sabe o que teria provocado a morte do pintor.

Durante a tarde, por volta das 15h, o Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods) registrou o assassinato do vigia José Nílton Alves dos Santos, de 34 anos. Ele foi executado a tiros no Vale do Reginaldo, em Maceió. Segundo a polícia, a vítima trabalhava fazendo a ‘segurança’ de ruas na região e testemunhas afirmaram desconhecer o que poderia ter provocado o crime. O acusado, que ainda não foi identificado, teria se aproximado de Nílton e disparado vários tiros contra ele, que morreu na hora.

Pela manhã, José Lovêncio dos Santos Neto, de 31 anos e José Domingos da Silva, de 41 anos, foram encontrados mortos na enfermaria da penitenciária Baldomero Baldomero Cavalcanti por volta das 07h. Os corpos apresentavam perfurações de arma branca e sinais de enforcamento. Segundo a Intendência do Sistema Penitenciário, um dos presos foi encontrado pendurado em uma corda e o outro caído no chão, completamente ensanguentado. Nas fichas prisionais dos detentos mortos constavam os crimes que os levaram para a cadeia e a data de entrada no presídio. José Domingos foi preso no dia 13 de outubro do ano passado e respondia pelo crime de homicídio doloso. Já José Lovêncio dos Santos havia sido preso em 13 de julho de 2010, mas só entrara no Baldomero há 10 dias. Ele fora preso por porte ilegal de arma de fogo.

Já no início da madrugada, eram aproximadamente 02h da manhã quando a Radiopatrulha foi acionada, registrou-se os assassinatos de dois homens na Avenida Durval Góes Monteiro, no bairro do Tabuleiro do Martins. José Leandro Gomes da Silva, de 19 anos e José Cícero da Silva Filho, de 23 anos,foram mortos por vários disparos de arma de fogo. A polícia chegou a identificar o autor dos tiros, Francisco de Amorim. Ele também foi baleado e socorrido para o Hospital Geral do Estado.

Às 03h30, o 1º BPM constatou a morte de um homem, que estava sem identificação. Ele tinha cor morena, aparentava ter 30 anos de idade e trajava calça jeans, blusão preto e camiseta estampada. O corpo dele foi encontrado no bairro da Cidade Universitária com um tiro.

Crimes registrados no sábado
Corpos e restos mortais de vítimas de homicídio começaram a ser localizados ainda durante a manhã do sábado pela Polícia Militar de Alagoas. O boletim nº 479792 do Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods) registrou um achado de cadáver. Um crânio humano foi localizado pelo 8º Batalhão da Polícia Militar na cidade de Rio Largo, por volta das 09h30 da manhã de ontem. O Instituto Médico Legal foi acionado para recolher o crânio.

Às 13h30h, o autônomo Jaélson Leite da Silva Júnior, de 34 anos, foi encontrado morto, dentro de residência onde morava, localizada na Avenida Senador Rui Palmeira, bairro do Vergel do Lago. O Instituto de Criminalística foi acionado pelo 1º Batalhão da Polícia Militar para realizar perícia no corpo e teria constatado que o homem sofrera um estrangulamento. Ele também estava com as mãos e os pés amarrados. Jaélson foi encontrado morto por um vizinho, que após chamá-lo por várias vezes casa, desconfiou do silêncio e do mau cheiro exalado e invadiu o imóvel. Não há informações sobre o possível assassino.

Por volta das 14h, o jovem Job da Silva, de 26 anos foi morto depois de ter se envolvido numa confusão. A ocorrência foi registrada pela 5ª Companhia Independente de Marechal Deodoro, no povoado de Barra Nova, na Ilha da Fantasia. A vítima foi atingida por um tiro por um homem conhecido apenas como Genival, que se fugiu e ainda não foi localizado.

No final da noite, 22h, Henrique Alexandre Evaristo Magalhães, de 19 anos, foi assassinado com três tiros nas costas, perna direta e cabeça. O crime foi registrado pelo 1º Batalhão da Polícia Militar na Travessa Coronel José Francisco Vieira, nas proximidades do estádio Rei Pelé, no bairro do Trapiche. Ninguém foi preso.

Assassinatos no Agreste e Sertão
No interior de Alagoas também houve crimes de homicídio. O aposentado José Ricardo dos Santos, de 80 anos, foi encontrado morto na tarde deste sábado, dentro de sua casa, no Loteamento Hélio Jatobá III, parte alta da cidade de São Miguel dos Campos. O corpo dele estava no chão, com um corte profundo no pescoço. A cama do senhor de idade, assim como o chão do quarto, estava com muitas marcas de sangue, o que levou a polícia a suspeitar de que a vítima pode ter tentado se defender do homicida. Não há suspeitas da motivação do assassinato.

Às 19h15 da noite de ontem o 3º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Arapiraca, registrou um crime na Rua Antônio Juvino da Silva, no povoado Canaã, zona rural da cidade. Juan Carlos Ribeiro da Silva, de 25 anos, foi assassinado com tiros de pistola 380 por dois homens não identificados. Populares informaram ao Copom que os acusados efetuaram os disparos em direção à vítima fatal quando a mesma estava sobre a sua motocicleta, uma Yamaha, BR 125-E, de cor roxa e placa MUS-9326/Arapiraca. O jovem não teve qualquer chance de defesa e foi atingido com balas nas costas e nas nádegas. Não há notícias a respeito dos homicidas e da motivação do crime.

Por volta das 23h, na Rua 7 de Setembro, Centro da cidade de Teotonio Vilela, Sertão do Estado, Genival Ferreira da Silva, de 28 anos, que era mais conhecido como ‘Big Big’, foi morto por golpes de arma branca. Ele residia na Travessa Manoel Roberto, no mesmo município. O acusado, identificado apenas como Girlan, brigava com o enteado quando a vítima, na tentativa de apartar a confusão, foi atingido por uma facada. Ele ainda foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)¸mas morreu a caminho da Unidade de Emergência do Agreste. A polícia fez várias buscas para tentar prender o assassino, mas não conseguiu localizá-lo.

E no município de Palmeira dos Índios, no povoado Vila João XXII, o jovem Francisco dos Santos Vieira foi assassinado vítima de vários disparos quando estava sentado numa cadeira na porta de casa onde morava. O homicídio foi praticado por dois homens armados que, de cima de uma moto, efetuaram os disparos que atingiram o rosto e o pescoço do rapaz. O 10º Batalhão da Polícia Militar fez buscas para tentar prender os assassinos, mas não conseguiu localizá-los.

Homicídios começaram a se intensificar na sexta-feira
Num intervalo de cinco horas da noite da última sexta-feira (28), o Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods) registrou dois assassinatos em Maceió e duas tentativas de homicídio. Os crimes aconteceram na parte alta da cidade.

O primeiro assassinato da noite ocorreu por volta das 18h. A vítima foi o servente de pedreiro Emanoel Antônio dos Santos, de 45 anos de idade. Ele teria sido morto por engano em uma casa em construção na Rua Corinto Campelo da Paz, no Conjunto Santos Dumont. Ele estava trabalhando foi quando atingido pelos tiros. O crime teria sido de latrocínio, depois que dois homens, tentavam roubar a moto de propriedade de uma das pessoas que estava no imóvel. Resistindo ao assalto, o jovem correra para dentro da residência e os bandidos atiraram na direção dele, mas terminaram atingindo Emanoel.

O segundo homicídio teve como vítima fatal José Carlos do Nascimento, de 37 anos,que residia no Conjunto Selma Bandeira, no complexo Benedito Bentes. Ele foi atingido por vários projeteis de arma de fogo e morreu na hora, antes mesmo de receber atendimento médico. Na mesma ocorrência, Genivaldo Izídio dos Santos, de 22 anos, também foi ferido. Ele foi baleado no ombro e encaminhado ao Hospital Geral do Estado por familiares. O fato foi registrado às 19:45 da noite de sexta-feira, próximo ao posto policial do 5º Batalhão da Polícia Militar e o autor dos disparos não foi localizado.

Por volta das 23h30, o Batalhão de Polícia de Eventos registrou a morte de José da Silva Ferreira, de 34 anos. Ele morava no Loteamento Parque Miramar, no bairro São Jorge. A vítima foi assassinada com cinco tiros e não teve qualquer chance de defesa. O atirador sequer foi identificado pela polícia.

Crimes no interior
Em Arapiraca, na noite do último dia 28, às 18h30, no povoado Fernandes, zona rural do município, Alex Gertulino dos Santos, de 25 anos, foi morto vítima de quatro tiros de revólver no tórax. O crime aconteceu na Rua Principal. Testemunhas contaram que os dois assassinos fugiram sem ser identificados, utilizando uma motocicleta. A placa do veículo não foi anotada pelos populares.

Já no litoral Sul do Estado, policiais do 11º BPM de Coruripe confirmaram a morte de José Antônio de Oliveira, que era mais conhecido como ‘Tibira’, de 35 anos. Ele era pedreiro e foi executado com vários disparos de arma de fogo nas proximidades do matadouro público da cidade. O acusado, conhecido no município como ‘Quil’, teria empreendido fuga depois de ter cometido o homicídio. Apesar das buscas feitas pela polícia, o assassino não foi encontrado.

Publicidade
Stúdio I - Publicidade

Siga-nos

Publicidade

0

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vedada a inserção de comentários que contenham palavras torpes e que violem a lei e os bons costumes. O AlagoasWeb poderá retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Deixe seu comentário