Alessandro Meireles

Gre-Nal na bola

Diário Gaucho (Rivalidade Eterna)

O argentino D´Alessandro se agarrando a alguém próximo do banco de reservas, com Renato Portaluppi com dedo em riste e tudo próximo de rapidamente se transformar em cenas lamentáveis.

Se você assistiu à maioria dos últimos clássicos entre Internacional e Grêmio esta cena certamente é familiar. Um episódio que se repetiu no último domingo, no jogo que abriu a decisão do Campeonato Gaúcho. Claro que os ânimos acirrados estão intrínsecos à rivalidade, mas é frustrante quando isso se torna a tônica. E a força dos dois clubes pede uma final à altura.

O Grêmio há quatro anos é um clube com uma proposta clara de bom futebol, posse de bola e veteranos se encaixando bem com os destaques individuais, como já foi com Luan e hoje é com Everton. O resumo deste ciclo vitorioso, com direito à conquista da Copa Libertadores da América, está simbolizado na recém-lançada estátua de seu treinador. O Internacional viveu o inferno do rebaixamento, mas retornou à elite no passado de forma surpreendente, beliscando o terceiro lugar do Brasileirão.

 A aposta certeira em Odair Hellmann continua trazendo frutos, com um time bastante equilibrado em todos os setores e impulsionado pelo brilho de jogadores como Rodrigo Dourado, Nico López e, agora, Guerrero. Que a noite de hoje reserve um Gre-Nal grandioso. Afinal, são dois clubes prontos para um espetáculo que vá muito além dos punhos cerrados.

O que vem por ai na rodada
Grêmio x Internacional (Arena do Grêmio, 21h30). Após empate sem gols na ida, o campeão gaúcho será conhecido hoje. Renato Portaluppi pode escalar Diego Tardelli no ataque, no lugar de Alisson. Recuperado de uma entorse no joelho esquerdo, Rodrigo Durado pode ser a novidade do time de Odair Hellmann. Rithely, que se machucou no Gre-Nal de domingo, está fora. Em caso de nova igualdade, a decisão vai para os pênaltis.  

Chapecoense x Corinthians (Arena Condá, 21h30). Cássio, Danilo Avelar e Junior Urso são os desfalques do Timão no jogo de ida pela Copa do Brasil. Walter, Ramiro e Vagner Love (ou Pedrinho) devem ser titulares. Pela Chape, que no domingo faz a final do Campeonato Catarinense contra o Avaí, Rildo e Victor Andrade, lesionados, ficam fora da partida.

Fluminense x Santa Cruz (Maracanã, 21h30). Depois de uma recuperação que durou oito meses, por causa de um rompimento de ligamento no joelho direito, Pedro está relacionado pelo Tricolor para o jogo de ida pela Copa do Brasil. O atacante, que era um dos destaques da temporada passada, deve iniciar o jogo na reserva. No Santa, o destaque é Pipico, que já fez quatro gols.

Santos x Vasco (Vila Belmiro, 19h15). Os dois times repetem o confronto de três anos atrás, pela mesma Copa do Brasil. Em 2016, o Peixe levou a melhor nas oitavas de final. Cueva, expulso contra o Atlético-GO, e Felipe Jonatan, que já defendeu o Ceará, não jogam pelo Peixe. O goleiro Fernando Miguel, com dor na panturrilha direita, deve ficar fora pelo Vasco, Gabriel Félix joga.

error: Conteúdo protegido. Solicite atraves do Whatsapp 82.9311-2225
banner_otica_diniz