Orcilene Maria

Viva+

Dicas de alimentação saudável para crianças menores de dois anos

Reprodução Google

Para que uma criança tenha garantia de uma boa saúde, um bom crescimento e desenvolvimento é fundamental que as mesmas tenham uma alimentação saudável, pois ajuda a prevenir doenças e evita deficiências nutricionais, tipo a anemia.

Quando as crianças deixam de ser amamentadas nos seis primeiros meses de vida e recebem alimentos não saudáveis ao invés dos alimentos caseiros e regionais, essas escolhas prejudicam a formação de hábitos alimentares saudáveis, pode também favorecer ao aparecimento de doenças ainda na infância. Sabendo que o paladar e os hábitos alimentares se formam nos primeiros anos de vida, pois, para ter um futuro saudável, é importante começar desde cedo.

Para isso é muito importante que as mães de primeira viagem peçam orientações aos profissionais que as acompanham, para que não prejudiquem a saúde da sua criança nos primeiros anos de vida.

Doenças que podem ser adquiridas ainda na infância pelos maus hábitos alimentares
  • Obesidade
  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Riscos de problemas cardiovasculares
  • Alguns tipos de câncer
  • Anemia
  • Retardo no crescimento
  • Atraso no desenvolvimento
Vejam 5 passos para uma alimentação saudável durante o crescimento e desenvolvimento da criança

1º passo: Dê somente o leite materno nos seis primeiros meses, sem oferecer chá, água ou qualquer outro alimento, pois o mesmo já contém a quantidade de água suficiente para as necessidades do bebê, mesmo nos climas quentes ou secos

 2º passo: A partir do sexto mês, introduza de forma lenta e gradual outros alimentos ,mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais .Porque mesmo recebendo outros alimentos a criança deve continuar a mamar os dois primeiros anos ou mais, pois o leite materno vai continuar alimentando a criança e protegendo-a contra doenças

3º passo: A alimentação complementar a partir do sexto mês deve ser espessa desde o início e oferecida de colher. Começando com consistência pastosa e gradativamente aumentar a consistência, até chegar à alimentação da família. Sabendo que os alimentos complementares devem ser especialmente preparados para a criança.

 4º passo: Ofereça a criança diferentes alimentos coloridos durante o dia. Oferecendo-as alimentos de cada grupo: frutas ,legumes, verduras ,cereais, tubérculos , hortaliças , vegetais folhosos ,grãos entre outros.

5º passo: Estimule o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições. Caso a criança recuse um alimento, ofereça novamente em outras refeições, porque para a boa aceitação daquele alimento, a criança precisa experimenta-lo pelo menos 10 vezes. Evitando misturar para que a criança tenha oportunidade de conhecer os novos sabores e texturas.

Portanto, é preciso saber quais alimentos não devem ser oferecidos a criança durante este período, sabendo que em nenhuma das fases esses tipos de alimentos são saudáveis, sendo eles: açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas. É importante que a mãe esteja bem orientada para que possa oferecer a criança uma alimentação saudável de acordo com a idade da mesma, para proporcionar a criança um futuro com garantia de um crescimento e desenvolvimento saudável. Não esquecendo a importância de levar a criança para as consultas médicas para acompanhar o crescimento e seu desenvolvimento, pois a mesma precisa receber as vacinas necessárias de acordo com calendário oficial de vacinas.

#FicaaDica

É importante o cuidado com a higiene tanto pessoal da criança e do adulto que cuida dela, sabendo que os utensílios e manuseio dos alimentos também precisam receber esse cuidado, para obter a garantia de uma saúde plena.

error: Conteúdo protegido. Você pode solicitar atraves do Whatsapp 82.9311-2225
banner_otica_diniz