Comer e dormir faz mal? Consequências e como melhorar o sono

Publicado por Redação

Fonte Segredos do Mundo

Imagens Delas

20 de novembro de 2020 às 13:26

Delas
Quando te falavam que não podia comer e dormir, era verdade. Dormir de barriga cheia pode causar alguns danos a sua saúde

Vovó sempre avisou que não era pra comer e dormir. Segundo ela, dormir de barriga cheia faz mal. Enfim, muita gente fala isso, mas é verdade?

A resposta é: sim, comer e dormir faz mal. E isso acontece devido ao nosso organismo que funciona mais devagar depois que dormimos.

Tá, mas você deve estar se perguntando o que isso tem a ver com a comida. O problema é que todo o processo de digestão também fica mais lento.

Ou seja, a digestão acontecendo de forma mais devagar pode acabar causando problemas no sono, refluxo e até mesmo a apnéia.

O que acontece se comer e dormir

Várias ações metabólicas do organismo são influência pela luz, ou pela falta dela. Dormir a noite é uma delas. Enfim, quando escuresse, nosso corpo se prepara para dormir, fazendo com que todo o organismo passe a trabalhar mais lentamente, incluindo a digestão.

Contudo, se a gente comer e deitar, ao invés do descanso, o corpo fica bem acordado. Isso ocorre porque ele se força a trabalhar mais para digerir o alimento, absorver todos os nutrientes enquanto você dorme. O resultado? Um sono ruim, dores no estômago, insônia, azia, queimação e etc.

Comer e dormir – quais são as consequências?

Primeiramente, a digestão lenta pode fazer com que a pessoa sinta dificuldades na hora de dormir. Como consequência, no dia seguinte a pessoa provavelmente vai se sentir bastante indisposta. Outro problema causado por dormir de barriga cheia, é o refluxo.

O refluxo é caracterizado pela a volta do que foi digerido para o esôfago. O problema é que esse alimento que havia sido digerido possui ácidos que estavam no estômago anteriormente. Ou seja, eles podem acabar gerando uma lesão no tecido do esôfago, causando dores no indivíduo.

Jantar tarde pode ser um fator de risco também para a hipertensão noturna – a pressão cai muito durante a noite – o que pode gerar um infarto. Segundo estudos, se alimentar depois das 19h pode aumentar a produção de cortisol e adrenalina que, durante a noite, deveria diminuir.

E por fim, o hábito de comer e dormir pode acabar causando a apneia do sono. Contudo, isso é desenvolvido caso o indivíduo coma alimentos muito pesados logo antes de dormir. O ideal é comer até três horas antes de ir para a cama.

Cuidados com a alimentação

Dormir sem comer não é uma boa opção também, já que mesmo no sono nossas reservas energéticas são utilizadas. Por outro lado, é muito importante comer ao acordar. Isso porque o corpo passa muitas horas em jejum e ele precisa de alimentos para repor a energia perdida durante a noite.

E o cochilinho depois de almoçar?

É totalmente normal sentir sono depois de comer. Isso ocorre porque o fluxo sanguíneo inteiro do corpo se direciona para a digestão. Portanto, comer e dormir depois do almoço é bom e até recomendado, desde que seja apenas um cochilo.

Ou seja, comer e dormir depois do almoço, só se for por 30 minutos. Além disso, alguns profissionais ainda solicitam que a pessoa espere passar 30 minutos da hora que almoçou para poder se deitar.

Para melhorar o sono

Já que o assunto é dormir bem e você já sabe que comer e dormir não pode, dá uma olhada nessas dicas para ter uma noite de sono melhor.

  • Coma alimentos mais leves (frutas, folhas, verduras)
  • Evite comidas pesadas e gordurosas (como carne vermelha)
  • Não beba nenhuma bebida estimulante (como café, refrigerante, chocolate e chá-mate)
error: Conteúdo protegido. Você pode solicitar atraves do Whatsapp 82.9311-2225
banner_otica_diniz