Raqueline da Silva Santos

EscreveNordeste

Tobias Barreto, considerado um dos heróis da Pátria

ALE/SE

Começo esse texto a partir dos versos de Tobias Barreto.

“Se é Deus quem deixa o mundosob o peso que o oprime,Se ele consente esse crime,Que se chama a escravidão,para fazer homens livres,para arrancá-los do abismo,Existe um patriotismoMaior que a Religião.  Se não lhe importa o escravoQue a seus pés queixas deponha,Cobrindo assim de vergonhaA face dos anjos seus,em delírio inefável,praticando a caridade,Nesta hora a mocidadecorrige o erro de Deus! (…)”  

Esses versos que ora retratam a luta pelo fim da escravidão demonstra como Tobias procurava ser um porta voz do povo. De origem humilde, mestiço, acreditava que muitos problemas que enfrentava era devido a sua cor. Nascido em 1839, na Província de Sergipe, na vila de Campos. Marca sua história através de sua formação em filosofia, escritor e jurista brasileiro.

Tobias Barreto de Menezes nos deixou um grande legado através de suas obras (abaixo mencionadas) e através de suas ações enquanto parlamentar, tais como: “defendeu a aprovação de ajuda, em forma de bolsa de estudos, para que duas moças estudassem medicina nos Estados Unidos ou na Suíça. Defendia a mulher. Apresentou um projeto de criação do Partenogógio de Recife, uma escola superior, profissionalizante para moças” (CDPB).

OBRAS:

  • O Gênio da Humanidade, 1866
  • A Escravidão, 1868
  • Ensaios de Filosofia e Crítica, 1875
  • Ensaio de Pré-História da Literatura Alemã, 1879
  • Estudos Alemães, 1880
  • Dias e Noite, 1881
  • Menores e Loucos em Direito Criminal, 1884
  • Discursos, 1887
  • Questões Vigentes de Filosofia e Direito, 1888
  • Polêmicas, 1901.

Além de suas obras, o autor é conhecido por ter deixado grande contribuição teórica ao Direito e a Filosofia. De acordo com o site da Assembleia Legislativa de Sergipe, Tobias Barreto, deixou uma “contribuição filosófica e científica de grande importância, uma vez que contestou as linhas gerais do pensamento jurídico dominante e tentou fazer um entrosamento entre a filosofia e o direito, propagando os estudos de Darwin e o positivismo de Haeckel”.

Escritor e fundador do condoreirismo (terceira fase do romantismo no Brasil), marca sua escritas pela temática social, defesa da igualdade, movimento abolicionista e discute também à causa republicana (ÂGENCIA SENADO).

De acordo com Centro de Documentação do Pensamento Brasileiro

O grande legado de Tobias Barreto foi em dois sentidos: um, o da sua obra crítica, aberta, roteirizando a atualização do pensamento brasileiro; outro, o dos seus seguidores, que continuaram levando o Brasil a afirmar uma cultura transformadora, própria e ao alcance dos brasileiros. Tobias foi, antes de tudo, um escritor de jornais, um colaborador frequente, ágil, que sabia da velocidade da imprensa como vanguarda das novidades transformadoras. Estão nos jornais recifenses ideias e nomes dos grandes pensadores do tempo, de Tobias, muitos dos quais ainda hoje são rigorosamente atuais e merecem citação. Estão nos jornais de Escada os grandes temas e os assuntos da vida cotidiana do município, na síntese de uma participação política notável, de teórico da organização social.

 Tobias Barreto faleceu no Recife, Pernambuco, no dia 26 de junho de 1889. O autor merece ser lembrado e estudado pela região Nordeste. Seu legado é a marca do nosso povo, a constante resistência e luta por dias melhores. Como ele mesmo falou “o único meio de salvar e engrandecer o Brasil é tratar de colocá-lo em condições de poder ele tirar de si mesmo, quero dizer, do seio de sua história, a direção que lhe convém. Tobias Barreto (1839/1889)”

Estudar é tão revolucionário, que muitas vezes somos impedidos(as) de termos acesso a uma boa educação. É por isso que o @escrevenordeste quer incentivar vocês a conhecerem um pouco do legado de autoras e autores do Nordeste, para você se inspirar e ir além (Raqueline da S. Santos).
FONTES CONSULTADAS:
Universidade Federal de Pernambuco – Curiosidades;
Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe – 181 anos do nascimento de Tobias Barreto;
Agência Senado;
Centro de Documentação do Pensamento Brasileiro. Tobias Barreto (1839-1889). Bibliografia e Estudos Críticos.
error: Conteúdo protegido. Você pode solicitar atraves do Whatsapp 82.9311-2225
banner_otica_diniz