Trabalhadores da Usina Sinimbu voltam a protestar por direitos trabalhistas e fecham o Porto de Maceió

fonte

Redação /

AlagoasWeb

imagem

Cortesia ao AlagoasWeb

data - hora

21 de janeiro de 2021 às 12:50

fonte

Redação /

AlagoasWeb

imagem

Cortesia ao AlagoasWeb

data - hora

21 de janeiro de 2021 às 12:50

Cortesia ao AlagoasWeb
Grupo reivindica pagamento de salários nunca pagos e direitos trabalhistas

Pela segunda vez esse mês, um grupo de trabalhadores da extinta Usina Sinimbu, indústria de açúcar e álcool localizada no município de Jequiá da Praia, protesta na manhã desta quinta-feira (21), para receber salários e direitos trabalhistas.

Agora com um número ainda maior, cerca de 200 trabalhadores, o grupo esteve no início da manhã na Procuradoria Regional do Trabalho (19ª Região) e, depois de algumas horas de protesto, se dirigiu até o Porto de Maceió, onde interditaram a entrada principal.

“São cinco anos esperando, todos aqui foram dispensados sem qualquer direito e ainda com salários atrasados, estamos buscando o que é nosso, trabalhamos e queremos receber”, afirmou um dos manifestantes.

Os trabalhadores alegram que mesmo diante de acordos firmando na Justiça, a empresa não cumpriu com os pagamentos acertados, “esperamos que a Justiça faça o seu papel e resolva de uma vez por toda essa situação, é uma humilhação o que passamos”, disse outro manifestante.

Com faixas e palavras de ordem, os trabalhadores esperam chamar atenção das autoridades e resolver a situação dos pagamentos, “a empresa (donos) continuam ganhando dinheiro com a terra a o plantio da cana”, concluiu um dos líderes do protesto.

Veja também

Ex-trabalhadores da Usina Sinimbu fazem protesto em frente a Procuradoria em Maceió

error: Conteúdo protegido. Você pode solicitar atraves do Whatsapp 82.9311-2225
banner_otica_diniz