Em Alagoas, valor da produção agrícola alcança recorde de R$ 2,4 bilhões em 2020

COMPARTILHE
Por: Ascom IBGE  Data: 22/09/2021
Fonte de Imagem: AlagoasWeb/Arq

O valor da produção das principais culturas agrícolas de Alagoas atingiu o recorde de R$ 2,453 bilhões em 2020, um crescimento de 15,7% frente ao ano anterior, quando somou R$ 2,119 bilhões. É o maior valor já registrado no estado em toda a série histórica da pesquisa. O resultado positivo se deve, principalmente, à elevação do valor da produção da macaxeira e da banana (cacho). Os dados são da pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM), divulgada nesta quarta-feira (22) pelo IBGE.

Com crescimento de 12,7% frente ao ano anterior e gerando R$ 253,7 milhões, Coruripe segue como o município alagoano com maior valor da produção agrícola, seguido por Santana do Mundaú (R$ 125,8 milhões), Teotônio Vilela (R$ 123,1 milhões), União dos Palmares (R$ 102,3 milhões) e São Miguel dos Campos (R$ 91,2 milhões).

Em relação ao ano imediatamente anterior, Teotônio Vilela e União dos Palmares  foram as novidades entre os cinco municípios com maiores valores da produção agrícola no estado, substituindo São Luís do Quitunde e Penedo. Em Teotônio, o crescimento foi de 95,7%, enquanto em União foi de 73%.  

Cana-de-açúcar registra queda no valor da produção em Alagoas

Responsável pela maior fatia do valor total da produção agrícola de Alagoas, a  cana-de-açúcar apresentou queda de 9,9%, passando dos R$ 1,235 bilhões de valor da  produção em 2019 para R$ 1,112 bi em 2020. Em relação ao total, o percentual da cana caiu de 58,27% para 45,37%. 

No ano passado, o primeiro da pandemia, o estado alagoano produziu 15,293 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, a menor safra dos últimos anos. Após a safra de 20,7 milhões de toneladas em 2015, Alagoas registrou três quedas consecutivas, com uma produção de 18,701 milhões em 2016, 17,5 milhões em 2017 e 16,7 milhões em 2018. No ano seguinte, em 2019, houve aumento de 11,7% na produção (18,702 milhões).

A quantidade produzida mantém o estado como o sétimo maior produtor de cana-de-açúcar no país e o primeiro na região nordeste. São Paulo (431,5 milhões de toneladas), Minas Gerais (78,3 milhões), Goiás (76,4 milhões), Mato Grosso do Sul (47,8 milhões), Paraná (40,3 milhões) e Mato Grosso (20,8 milhões) ficaram à frente de Alagoas. 

O recorte por município revela que Coruripe, com uma produção de 2,52 milhões de toneladas de cana-de-açúcar em 2020, é o 67º maior produtor do país (caiu 20 posições em relação a 2019). São Miguel dos Campos (190º), Penedo (237º), São José da Laje (306º) e São Luís do Quitunde (312º) completam os primeiros cinco colocados do estado. 

Valor da produção agrícola da macaxeira e da banana apresenta crescimento em Alagoas

Os resultados também mostraram que o valor da produção da macaxeira em relação ao total geral do estado de Alagoas passou de 4,72% em 2019 para 12,60% em 2020. Em números absolutos, saiu de R$ 99,9 milhões para R$ 309 milhões. Os maiores valores da produção nesse produto ficaram com Teotônio Vilela (R$ 72,45 milhões), São Sebastião (R$ 30,7 milhões) e Arapiraca (R$ 14,6 milhões).

Outro produto em destaque foi a banana, com fatia no total geral passando de 7,39% para 9,65%. Em números absolutos, saiu de R$ 156,5 milhões para R$ 236,7 milhões. Entre os municípios, os maiores valores da produção pertenciam a União dos Palmares (R$ 62,1 milhões), Santana do Mundaú (R$ 35 milhões) e Colônia Leopoldina (R$ 30,8 milhões).


últimas notícias