Estar com alguém que ama aumenta a resistência à dor

fonte

Redacao_2 /

Noticias ao Minuto

imagem

DR

data - hora

01 de março de 2019 às 18:45

fonte

Redacao_2 /

Noticias ao Minuto

imagem

DR

data - hora

01 de março de 2019 às 18:45

DR

Estudo apurou que esse efeito analgésico é causado mesmo sem a necessidade de um beijo ou um abraço

De acordo com uma nova pesquisa, a simples companhia da pessoa amada já funciona como um analgésico — e não necessita nem de abraços, beijos ou outro tipo de contato físico para que ocorra esse efeito.

Publicado no Scandinavian Journal of Pain, o estudo indicou que, mesmo sem contato direto entre os corpos, ainda assim dá-se uma empatia disposicional, que é, segundo os investigadores, quando se fica atento e se interage de certa maneira com as percepções do outro.

Para efeitos da pesquisa, os cientistas pediram a 48 casais heterossexuais que respondessem a questionários para medir as suas habilidades em desenvolverem questões relacionadas à empatia. Cada um dos participantes tinha uma média de 25,4 anos de idade e estava com o seu respectivo parceiro há pelo menos três anos.

Foi testada a habilidade de cada indivíduo em resistir à dor, seja na presença ou na ausência da pessoa amada. Quando cada casal se encontrou não se deu qualquer contato físico. E foi nesse momento que os cientistas detectaram que tanto homens quanto mulheres ficavam mais resistentes à dor pela simples companhia dos seus amados.

Além disso, quanto mais elevado era o nível de empatia, maior era a tolerância ao desconforto. “A empatia do parceiro pode aliviar a angústia afetiva durante a exposição à dor”, afirmou um dos autores do estudo, Stefan Duschek.

error: Conteúdo protegido. Você pode solicitar atraves do Whatsapp 82.9311-2225
banner_otica_diniz