Google Maps vai te ajudar a não pegar ônibus lotado

O Google Maps está expandido sua parceria com empresas de transporte para fornecer informações mais precisas sobre a lotação de ônibus e outros meios de transporte público. Atualmente o recurso está disponível em apenas 200 cidades pelo mundo, mas em breve mais de 10 mil localidades devem ser contempladas. A demanda para esse tipo de informação cresceu durante o ano passado, com a pandemia da Covid-19 e a necessidade de distanciamento social. O Google começou a lançar o recurso ainda em 2019, mas de forma limitada, com esses dados ganhando mais importância a empresa começou a aumentar isso. Para determinar a lotação de um ônibus, o Google Maps usa uma série de informações que incluem o histórico de viagens naquela linha, horário em que o passageiro está embarcando além de relatórios de usuários que estão presentes nesse transporte. A empresa ainda garante que tudo isso é armazenado de forma anônima. Ônibus no Google Maps

COMPARTILHE
Por: Olhar Digital  Data: 21/07/2021
Fonte de Imagem: RP

O Google Maps está expandido sua parceria com empresas de transporte para fornecer informações mais precisas sobre a lotação de ônibus e outros meios de transporte público. Atualmente o recurso está disponível em apenas 200 cidades pelo mundo, mas em breve mais de 10 mil localidades devem ser contempladas.

A demanda para esse tipo de informação cresceu durante o ano passado, com a pandemia da Covid-19 e a necessidade de distanciamento social. O Google começou a lançar o recurso ainda em 2019, mas de forma limitada, com esses dados ganhando mais importância a empresa começou a aumentar isso.

Para determinar a lotação de um ônibus, o Google Maps usa uma série de informações que incluem o histórico de viagens naquela linha, horário em que o passageiro está embarcando além de relatórios de usuários que estão presentes nesse transporte. A empresa ainda garante que tudo isso é armazenado de forma anônima.

Ônibus no Google Maps
Ônibus no Google Maps

Em algumas cidade, as mencionadas por enquanto são Nova York, nos EUA, e Sidney, na Austrália, vai ser possível ver a lotação em cada vagão de um trem antes de embarcar. Isso deve evitar que algumas partes do veículos fiquem mais cheias que outras. Nesse caso, vai haver uma parceira com a concessionária que administra o transporte metroviário nesses locais.

Ônibus no Google Maps

O Google Maps também vai ganhar uma nova aba para medir o tempo de distância que o usuário gasta de casa para um determinado local. Basicamente a ferramenta vai montar um histórico das rotas que você fez, do tempo que levou em cada uma delas e em quais dias e horários. Isso deve ajudar a definir qual o melhor caminho tomar. Lembrando que essas funções podem ser desabilitadas.

Ainda não há uma confirmação de quais cidades vão receber o monitoramento de ônibus pelo Google Maps. As atualizações devem chegar para todos os usuários em breve.


últimas notícias