Jovem sem um braço é aposta do basquete americano

fonte

Redação /

Só Notícia Boa com Pozitizie

imagem

Roberto Olivero

data - hora

17 de abril de 2021 às 9:34

fonte

Redação /

Só Notícia Boa com Pozitizie

imagem

Roberto Olivero

data - hora

17 de abril de 2021 às 9:34

Roberto Olivero

Enmanuel Hansel é um jovem prodígio e prova de superação que o basquete americano ganhou nos últimos tempos.

Além do talento para o esporte, o que chama atenção é que a nova promessa das quadras da Flórida, nos EUA, com apenas 16 anos, não tem o braço esquerdo. Enmanuel perdeu o braço aos 6 anos, por causa de um acidente. Ele caiu de um muro e sobreviveu.

Destaque

O jogador nasceu em Santo Domingo, na República Dominicana, e vem despontando nos campeonatos juvenis americanos, com sucesso. Hansel se destaca no basquete escolar do ensino médio americano, em um colégio na Flórida – Life Christian Academy – e quer voar mais alto.

Ele vem atraindo cada vez mais atenção dos profissionais, tudo graças aos inúmeros vídeos que circulam na web, com façanhas espetaculares. Mesmo assim, a humildade prevalece ante ao talento e ele diz: “Eu só quero fazer minha família feliz e vou continuar pressionando para que isso aconteça.”

Futebol

Embora a sua primeira paixão tenha sido o futebol, o próprio Enmanuel admite, que após o acidente passou a se dedicar inteiramente ao basquete. Também pudera. Ele é filho de outro grande jogador, Salvador Hansel, conhecido nas quadras como “Kikima”, jogador dominicano que ganhou destaque na NBA, em 2002.

“No começo eu não queria que ele jogasse, fiquei com medo que ele se machucasse. Mas ele precisa seguir seu caminho e conquistar as conquistas que merece, pois se dedicou muito ao basquete”, diz o pai orgulhoso Kikima.

Ídolo LeBron

Atualmente, Hansel estuda os movimentos de um dos maiores intérpretes do basquete contemporâneo, como o atual líder do Los Angeles Lakers, LeBron James. Talento, disciplina e tenacidade são as bases com as quais ele está tentando alcançar seus objetivos:

“Meu objetivo agora é chegar à faculdade, me tornar um profissional e jogar na NBA. Eu me vejo como um grande talento, um grande jogador, mas não sou um ‘especial’. Sou apenas um jogador de basquete em busca de seu sonho ” .

Foto: reprodução
Foto: reprodução
error: Conteúdo protegido. Você pode solicitar atraves do Whatsapp 82.9311-2225
banner_otica_diniz