Para entrar em agência da Caixa homem com prótese no quadril abaixar calça e provar cicatriz

COMPARTILHE
Por: iG  Data: 15/09/2021
Fonte de Imagem: Reprodução

Cliente afirmou que, em dois anos de prótese, nunca havia passado por uma situação parecida

Um homem de 47 anos foi barrado cinco vezes em uma agência da Caixa Econômica Federal de Vitória, no Espírito Santo. Embora Marcelo Cabral tenha afirmado diversas vezes ter uma prótese de metal no quadril, o homem só conseguiu entrar no banco depois de abaixar as calças publicamente para mostrar a cicatriz da cirurgia, na última sexta-feira (10).

"Quando chegou minha vez de passar pela porta giratória eu me dirigi até a segurança que faz o controle de acesso e disse que eu era portador de prótese. Falei 'tenho uma prótese no quadril, já fui em outros bancos e a porta sempre travava'", relatou Marcelo ao portal UOL.

Ele disse que precisava resolver um problema em sua conta na área interna do banco, mas percebeu que estava recebendo um tratamento diferente, em comparação com outras agências. "Não levantaram nenhuma suspeita de que eu seria um perigo para os bancos e os clientes", afirmou.

"Nunca tinha passado por uma situação tão constrangedora como foi essa, não só de ter que abaixar a calça para mostrar a cicatriz, mas também [...] entender que foi por conta da minha cor que eu apresentava um risco para a agência", escreveu Marcelo em uma publicação nas redes sociais, dizendo que agora está recebendo apoio psicológico.


últimas notícias